10 atitudes mais sustentáveis para começar ainda hoje!

É evidente que o planeta tem sofrido mais agressões ambientais do que suporta. Isso agrava diretamente a nossa saúde e, principalmente, dos nossos bebês. Se você deseja criar hábitos mais sustentáveis para zelar pelo meio ambiente e pela saúde da geração futura, está no lugar certo!

Nós da Dipano nos preocupamos com a natureza e queremos te ajudar a inserir essas ações em sua vida. Separamos 10 dicas de atitudes sustentáveis para você colocar em prática no seu dia a dia. Vamos juntos ser mais ecológicos e sustentáveis?

1. Usar fraldas ecológicas

Imagem ilustrativa incentivando uso de fraldas ecológicas

Essa dica vai principalmente para as mamães e papais: a fralda de pano, hoje, é uma escolha sustentável que preza pela saúde do bebê e do meio ambiente. Quer saber por quê?

Para produzir uma fralda ecológica, usa-se materiais que evitam alergias e desconfortos, bem como menos água durante o processo de fabricação. A quantidade de água utilizada na confecção das descartáveis é ainda maior que a utilizada para lavar as fraldas de pano. Lembrando que a fralda descartáveis é de uso único: usou, joga fora, isto é, dentro… dentro do nosso planeta!

2. Evitar as embalagens descartáveis

Esta dica se trata de evitar utilizar embalagens descartáveis de forma desnecessária. É importante refletir se o uso dos copinhos, pratinhos e talheres plásticos, por exemplo, são essenciais em uma festa infantil ou se podem ser substituídos.

E o plástico filme e as saquinhos para carnes? Investir em potes com tampas para armazenar comida é uma ação sustentável importante para preservar a qualidade do alimento e ainda deixar sua geladeira mais organizada.

3. Guardar alimentos de forma adequada

Imagem de alimentos armazenados em potes

Evitar o desperdício de alimento é uma das atitudes sustentáveis mais relevantes. É preciso questionar se você sabe como armazenar adequadamente cada alimento para impedir que ele seja jogado fora sem sequer ser consumido. Isso porque para a produção de carnes e vegetais, muita água e energia são utilizadas. É necessário levar isso em consideração, como forma de respeito, e guardar os produtos alimentícios para que durem tempo suficiente para serem consumidos.

Legumes como as cenouras, por exemplo, devem ser guardadas em potes submersos de água dentro da geladeira, já as folhas precisam ser lavadas antes de ir para a geladeira e acomodas em recipientes com panos de prato para absorver a umidade a fim de não estragar as verduras rapidamente. Gostou dessas dicas? Essas são apenas duas maneiras de armazenar alimentos, muitas outras alternativas podem ser encontradas para uma conservação sustentável.

4. Usar conscientemente a máquina de lavar

Atualmente, lavar roupas é uma ação facilitada pela máquina de lavar, no entanto, é fundamental prestar atenção ao consumo exagerado de água e ao uso inconsciente do objeto. Um modo consciente de usar a máquina de lavar é deixar que acumule uma quantidade adequada de roupas para não gastar muita água com poucas peças.

Ademais, a água de roupas mais leves e limpas pode ser reutilizadas para lavar áreas externas e os panos de chão. Novamente, economia e sustentabilidade se unem para você sair ganhando.

5. Escolha eletrodomésticos com baixo consumo de energia

No mercado existem diversos eletrodomésticos classificados como mais eficientes e com menor consumo energético. À vista disso, é essencial estar atento à etiqueta dos equipamentos elétricos para verificar a escala energética.

Preferir eletrodomésticos com melhor classificação do gasto de energia é escolher uma economia de até 70% do consumo elétrico, amenizando o saldo total da conta de energia elétrica com uma atitude sustentável.

6. Transformar o lixo orgânico em adubo

Imagem de bebê segurando vaso de planta

O lixo orgânico pode ser usado para enriquecer o solo e reduzir a quantidade de lixo nos aterros sanitários ou lixões. Já ouviu falar em compostagem? Essa é uma prática que diz respeito a utilizar os restos de alimentos, tais quais cascas de frutas e saquinhos de chá, para transformá-los em adubo.

A compostagem pode ser feita tanto em casa com a criação de uma composteira quanto ser destinada a empresas especializadas. Dessa forma, tudo aquilo que não pôde ser consumido será reaproveitado e voltará à terra para adubar lavouras, florestas e jardins.

7. Levar sacolas reutilizáveis para o supermercado

Está claro que sacolas plásticas são extremamente prejudiciais para o meio ambiente, tentar evitá-las é uma ação sustentável bastante válida e uma iniciativa para começar a pensar em ser mais sustentável.

Um jeito de diminuir o uso de sacolas plásticas é comprar a granel ou levar sacolas ecológicas para as compras. Chamadas também de ecobags, ficaram famosas há algum tempo e têm se tornado um hábito para muitos indivíduos. Hoje elas são, inclusive, itens pensados para ser esteticamente agradáveis.

Você pode comprá-las aos poucos até conseguir que toda a compra seja alocada em sacolas reutilizáveis. Outra forma sustentável é sempre levar uma ecobag junto a si, assim, em compras esporádicas você pode recusar as sacolinhas plásticas.

8. Comprar de pequenos produtores

Adquirir produtos de cooperados e agricultores regionais contribui para o avanço da cidade e também para saúde do planeta, dado que pequenos produtores produzem em menor escala, o que é mais sustentável. Sendo assim, valorizar os produtores regionais é uma forma de reduzir as agressões à natureza.

Além disso, você estará adquirindo produtos orgânicos e com menos intervenção de defensivos agrícolas, os quais são caros e exigem uma permissão que muitas vezes o pequeno empreendedor não possui. Portanto, estará investindo na economia do município, diminuindo o impacto ambiental e cuidando de sua saúde e dos seus!

9. Separar o lixo reciclável

Seja responsável pelo lixo produzido e recicle os plásticos utilizados. A sorte é que, hoje em dia, a reciclagem é um ramo vasto e toda cidade possui um centro de reciclagem.

Por isso, separar o lixo reciclável é um ato prudente de quem tem consciência dos danos que causam embalagens plásticas ao ecossistema. O lixo reciclável deve ser lavado antes do descarte responsável, que deve ser feito em locais destinados à coleta de lixo reciclado caso em sua cidade não exista coleta seletiva.

Ademais, é importante verificar o que pode ser reutilizado por você, como potes de sorvete para acondicionar verduras e garrafinhas de leite de coco e rolha de vinhos para guardar temperos caseiros.

10. Utilizar produtos naturais para o corpo e cabelo

Além do uso de embalagens plásticas e substâncias que prejudiquem o meio ambiente, os produtos naturais podem ser substituídos por diversas opções naturais. Em um país como o nosso, temos o farto benefício de encontrar ervas e frutos com facilidade, até mesmo em cidades maiores, onde podem ser encontradas em feiras.

Os óleos vegetais, como de malaleuca e coco garantem a nutrição da pele. A babosa e o abacate são altamente hidratantes. O vinagre de maçã e um shampoo caseiro com bicabornato de sódio podem ajudar na reconstrução capilar.

Os óleos vegetais também promovem uma alta hidratação e regeneração da pele e produtos como o fubá e a borra de café viram esfoliantes naturais.

O Brasil é o quarto país que mais consome produtos de beleza, os quais impactam negativamente no meio ambiente, uma vez que seus poluentes demoram para se decompor na natureza e agravam a saúde dos animais aquáticos que entram em contato com ele.

Dessa forma, com a substituição dos produtos estéticos por propostas naturais, estaremos reduzindo a quantidade de elementos nocivos à fauna e flora.

Dica extra: armazenar água da chuva

Entendemos que essa dica é mais fácil de ser praticada por quem mora em casa e possui um espaço para colocar um tambor, por exemplo. Se em sua residência há essa possibilidade, saiba que armazenar água de chuva é uma das atitudes sustentáveis mais simples e eficazes.

Você pode utilizar um tambor como sistema de armazenamento e utilizar a água na limpeza, para lavar as varandas e calçadas, limpar janelas, lavar o lixo reciclável e panos de chão máquina de lavar e até regar as plantas.

É importante ressaltar que essa sugestão pode, inclusive, ser usada por empresas e instituições com ainda mais facilidade para implantar o sistema de captação de água das chuvas. Além de praticar um ato sustentável e economizar, é certeza de que a ação irá influenciar outras pessoas a fazer o mesmo.

Se você leu até o fim já percebeu que não é tão difícil desenvolver atitudes sustentáveis, não é? Esperamos que a leitura tenha sido prazerosa e que as dicas possam ser encaixadas em sua vida para criar uma rotina mais sustentável. Ficamos muito felizes em te ajudar a construir um mundo melhor para você e para sua família!

Confira também nosso conteúdo sobre o desenvolvimento do seu bebê e entenda o que acontece mês a mês com a criança.

%d blogueiros gostam disto: