Conheça o tempo de decomposição da fralda descartável!

As fraldas descartáveis são fabricadas com materiais que demoram para se decompor – camada na parte exterior de polietileno sintético (derivados do petróleo) e outra camada interna composta por papel e poliacrilato de sódio.

As descartáveis ainda requerem uma abundante quantidade de água e de energia no processo de confecção. Tudo isso impacta de forma direta o meio ambiente. Outro dado é que, em média, um bebê, em apenas um ano, utiliza pelo menos, 130 quilos de plástico e em cerca de 200 a 400 quilos de pasta de papel.

Bom, iniciamos o post com todas essas informações, mas os dados que relacionam os produtos descartáveis são diversos. Por isso, hoje preparamos este conteúdo para te ajudar a entender quais são os impactos que esses itens causam no meio ambiente, tudo isso para te ajudar a definir suas próximas decisões na hora de adquirir os produtos para seu bebê.

Como surgiram as fraldas descartáveis?

Imagem ilustrativa de Dom Pedro I com um pensamento: se eu tivesse usado fraldas descartáveis, elas estariam no planeta até hoje

As descartáveis surgiram com a necessidade de um material que atendesse as funções de absorver e acumular o xixi e o cocô dos bebês. Já em meados do século XX, ao final da Segunda Guerra Mundial, começaram a ser confeccionadas as primeiras fraldas descartáveis.

Elas eram fabricadas com folhas de papel tissue, que eram colocadas na parte interna de uma película plástica. Nesse mesmo ano, um homem utilizou os tecidos de sua cortina para produzir as primeiras fraldas de pano, com o intuito de prevenir o vazamento dos resíduos do seu bebê.

Em torno dos anos 50, as empresas começaram a fazer o aprimoramento dessas fraldas, no entanto, seu preço ainda era muito alto. Depois de um tempo, com a substituição do papel tissue pelas fibras de celulose, os preços ficaram mais acessíveis para o consumidor.

Impacto das descartáveis no dia a dia e no meio ambiente

Sabe-se que as descartáveis estão sendo menos utilizados devido ao maior conhecimento dos usuários sobre as fraldas de pano. Porém, caso você ainda tenha dúvidas se vale a pena optar pelos produtos de tecido, conheça logo abaixo alguns impactos que elas podem evitar:

Substâncias tóxicas

Segundo a Anses (Agência Nacional de Segurança Sanitária da Alimentação, do Meio Ambiente e do Trabalho) as fraldas descartáveis possuem mais de 60 substâncias tóxicas em sua composição, como o glifosato, sendo o agrotóxico mais utilizado no mundo.

O risco de conter essas substancias tóxicas nas composições é, que na presença de xixi e cocô, os agentes químicos ficam em contato diretamente com a pele do bebê, o que pode causar danos à saúde.

Impactos ambientais

Mais de 6 mil fraldas são usadas e descartadas no lixo, tudo isso nos primeiros dois anos de vida de uma criança. Ainda, cada uma dessas fraldas demoraram mais de 450 anos para se degradar em um aterro sanitário.

Considerando seu processo de fabricação até o momento do descarte, as fraldas descartáveis ficam acumuladas em aterros, seus produtos químicos são absorvidos e liberados em forma de poluição nas águas, no ar e pela terra. Alguns resquícios desses plásticos podem ser levados para os rios, oceanos e até em praias.

Seu tempo de decomposição é maior que a própria vida de quem as utilizou!

O que acontece depois que as fraldas descartáveis são jogadas no lixo?

Imagem de homens catando lixo em um lixão

Após o descarte das descartáveis, os polímeros superabsorventes e os elementos de plástico não podem se decompor, por isso, esses resíduos ficam acumulados em nossos aterros sanitários por muitos anos.

Quando são eliminadas em lixões, ficam em ambientes sem nenhuma preparação de solo e, também, em céu aberto, resultando em atrações de insetos causadores de doenças. E no caso das fraldas descartadas com fezes, seus micro-organismo que estão ali presentes podem resultar na contaminação e poluição das águas subterrâneas.

Solução: alternativas mais ecológicas

As fraldas de pano ecológicas são as melhores opções para a mamãe e o papai que desejam economizar e, é claro, colaborar com o meio ambiente. Estas fraldas são produzidas com uma capa impermeável e absorventes, com várias camadas de tecido, para reter a umidade. As fraldas apresentam formato anatômico para garantir um conforto maior para o bebê.

Um beneficio que essas fraldas possuem, é que não existem substancias cancerígenas em sua composição e nem produtos químicos, que são os responsáveis pela maioria das alergias e irritações na pele do bebê.

Podem ser lavadas facilmente em máquinas de lavar e, ainda, dispõem de tecidos e materiais tecnológicos para garantir que a criança fique seca e confortável em todos os momentos.

Agora que você sabe sobre os impactos e o tempo de decomposição das fraldas descartáveis você já pode começar a aderir o estilo sustentável usando as fraldas reutilizáveis.

Gostou do conteúdo? Aproveite para compartilhar este post em suas redes sociais e, em caso de dúvidas, você pode navegar pelo nosso blog. Aqui você encontra várias informações para te ajudar nas missões que a maternidade te traz.

%d blogueiros gostam disto: