Prisão de ventre no bebê: e quando o cocô não vem?

Você é mamãe ou papai e seu bebê está tendo dificuldades para fazer cocô? Se sim, aqui você vai saber tudo o que precisa para lidar com essa situação da forma correta!

Para elaborar este conteúdo, nós contamos tanto informações de mães de várias viagens e também de informações compartilhadas pela Doutora Tatiana Magri, em seu canal no Youtube. Trouxemos aqui todas as melhores e mais importantes informações!

O que fazer: recém nascido com intestino preso? É normal?

Imagem de um bebê deitado sorrindo

Se o seu bebê é recém nascido, já sabe que é comum o bebê fazer cocô logo após as mamadas. Contudo, quando ele completa seus 1 ou 2 meses, é muito comum que a frequência de evacuação diminua, podendo ficar dias sem fazer cocô. Se a alimentação é exclusivamente leite materno, não se preocupe se o seu bebê demorar uma semana ( até 10 dias!) para evacuar.

Isso porque o intestino está tentando encontrar o próprio ritmo e o LM é absorvido em sua totalidade pelo organismo. Se o seu bebê se alimenta de leite artificial, ou ambos os tipos de leite, o fato de não evacuar com frequência causa desconforto ao bebê. Neste caso, com alguns dias sem evacuar, procure ajuda médica.

Se esse não é o seu caso, veja algumas maneiras de solucionar esse problema.

Massagens para ajudar o seu bebê a evacuar

Existem dois tipos de exercícios que você pode fazer com seu bebê, um é mais focado em massagem e o outro é mais focado em movimentos. Ambos vão ajudar a estimular e pressionar o intestino, ajudando o cocô a sair. Vamos lá?

Massageando a barriguinha do bebê

As massagens podem ser feitas com ou sem roupinha. Primeiro, deixe ele deitado de barriga pra cima, mas se você for fazer isso em seu colo, sente com as pernas juntinhas e coloque a cabeça dele entre seus joelhos, bem centralizado. Você também pode colocá-lo em uma cama ou sofá. Em seguida, deixe as perninhas dele para cima, apoiadas no tronco.

  • A primeira massagem é feita com a mão em formato de concha, coloque-a apoiada em cima da região do umbigo. A massagem deve ser feita em movimentos circulares, começando da parte inferior da sua palma, passando por toda a superfície lateral de sua mão até voltar para a palma, assim contornando e pressionando a região ao redor do umbigo.

Com a mão em formato de concha, você coloca bem em cima do umbigo do bebê e começa a massagear em movimento circular. Apoie a parte inferior da palma da mão e vá fazendo os movimentos circulares mudando o apoio da mão. Faça isso algumas vezes.

  • A segunda maneira é indicada que tenha um óleo ou creme. Com dois dedos você vai massagear ao redor do umbigo do seu filho, com calma, em ambos os sentidos, pressionando de leve, para estimular o intestino. Depois de fazer isso algumas vezes, ainda com os dois dedos, você vai massagear a região com “pisadinhas”, como se sua mão fosse um bonequinho sapateando na barriga do seu bebê.

Você também pode conferir aqui como tratar e prevenir assadura nos bebês, para que seu filho fique confortável com as fraldas!

Outras opções de massagens: bicicletinha, perninha e movimento em X

Ainda na mesma posição das massagens, você vai segurar o calcanhar do seu pequeno para fazer movimentos com as perninhas dele. Primeiro comece com a bicicletinha, dobrando uma perninha e esticando a outra, depois invertendo e, assim, a própria perna do seu filho vai estar pressionando a barriguinha, ajudando a estimular a digestão.

Depois de algumas repetições, faça o movimento de dobrar as duas pernas juntas, sem pressionar muito, ok? De leve você vai dobrando e deixando um pouquinho pressionado e depois volte, repetindo algumas vezes. Sempre confira se o seu bebê não está muito desconfortável com os movimentos!

Por fim, faça em movimento de X. Você vai dobrar uma perna dele na direção oposta, por exemplo, se você vai dobrar a perna esquerda, pressione ela ao lado direito da barriga do seu filho. Se você quiser, depois de repetir isso algumas vezes, deite-o em seu colo de barriga para baixo, com cuidado, e massageie as costas um pouco, porque ajuda a liberar alguns gases.

Como saber se o bebê está com prisão de ventre?

A melhor forma de notar isso é percebendo, por exemplo, como anda a frequência de evacuação. Vem diminuindo muito? Faz muitos dias que ele não faz cocô? É um sinal de prisão de ventre. Além disso, repare se a barriguinha dele está mais durinha ou inchada, se ele vem tendo gases ou cólicas. Além disso, existem formas de tratar a cólica do bebê, confira aqui.

Por fim, se o cocô dele estiver vindo em forma de bolinha, mais durinha, ou se ele estiver chorando muito, especialmente aquele choro sofrido de dor, quando estiver evacuando, ele provavelmente está com prisão de ventre.

Prisão de ventre em bebê que já começou a comer

Assim como existe a prisão de ventre natural entre os recém-nascidos, quando ele começa a comer alimentos além do leite, é muito normal que tenha um período de adaptação intestinal, por isso é importante dar ao seu filho alimentos com bastante fibra e frequentemente dar água para ele.

O que é bom para soltar o intestino do bebê?

Vale relembrar que, mesmo com o neném começando a se alimentar, você ainda não deve dar remédios para ele. Deixe que o intestino comece a se acostumar com a alimentação diferente. Primeiro lugar existem os alimentos clássicos que são ótimos para soltar o intestino:

  • Ameixa;
  • Mamão;
  • Pera;
  • Melão;
  • Kiwi;
  • Abacate
  • Abóbora;
  • Brócolis;
  • Vagem;
  • Cenoura;
  • Aveia em flocos nas frutas;
  • Fio de azeite nas comidas salgadas.

Além disso, é importante que você sirva essas frutas em sua forma natural, para que o bebê possa aproveitar melhor os nutrientes e as fibras. Além disso, deixar que ele seja ativo, engatinhar para lá e para cá, se movimentando bastante, também vai ajudar para que ele faça uma digestão melhor.

Receitas caseiras para ajudar o bebê a evacuar

Nós já te demos os melhores alimentos para servir quando ele está com prisão de ventre, mesmo assim, nós também trouxemos algumas receitas de papinha para que você tenha sempre algo para dar ao seu filho. Vem conferir:

Papinha de banana com mamão

Essa papinha ajuda tanto a combater quanto a prevenir esses problemas, então em um prato, você amassa uma fatia de mamão papaia, sem as sementes nem a casca e ao lado dele você amassa meia banana nanica. Sirva um do lado do outro mesmo e se certifique de que não ficou nenhum pedaço inteiro.

Papinha de batata doce com cenoura

Para que seu bebê mantenha um bom funcionamento do intestino e, além disso, se alimente de betacaroteno, vitamina A, B e C e também melhore o sistema imunológico dele, faça essa receita. Cozinhe em água, no fogo médio, por 7 minutos, uma batata doce pequena e meia cenoura, descascadas e cortadas em cubinhos.

Depois de escorridos, espere ficar morno e amasse os alimentos separadamente, para seu bebê comer. Você pode adicionar uma proteína (desfiada ou amassada) e algum legume, como feijão ou grão de bico, amassados.

Papinha de abacate com banana nanica

Para que seu filho se alimente de muitas gorduras boas e fibras, aliviando os problemas intestinais, amasse duas colheres de sopa de abacate e meia banana nanica, servindo na hora.

Papinha de abóbora e brócolis

Essa receita é ótima como almoço e além de ter bastante vitamina A, B5, B9 e cálcio, ela também ajuda no desenvolvimento saudável do seu filho. Por isso, cozinhe a abóbora a vapor e amasse, espere que fique morna e sirva junto com o brócolis cozido a vapor e picado.

O que achou de nossas dicas? Esperamos que entendendo melhor sobre prisão de ventre em bebê, você consiga ajudar e saber o que fazer para seu bebe com dificuldade de evacuar. Você pode conferir também o nosso post com tudo o que você precisa saber sobre Fraldas de Pano. Até a próxima!

%d blogueiros gostam disto: